28 dezembro 2009

25 dezembro 2009

Natal


Diante do bolo iluminado, abraças, feliz, os entes amados que chegaram de longe...
Ouves a música festiva que passa, de leve, por moldura de harmonia às telas da natureza... Entretanto, quando penetrarem o templo da oração, reverenciando o Mestre que dizes amar, mentaliza o estábulo pobre.
Ignoramos de que estrela chegando o Sublime Renovador, mas todos sabemos em que ponto da Terra começou ele o apostolado divino.
Recorda as mãos fatigadas dos tratadores de animais, os dedos calosos dos homens do campo, o carinho das mulheres simples que lhes ofertaram as primeiras gotas do próprio leite e o sorriso ingênuo dos meninos descalços que lhe recebera, do olhar a primeira nota de esperança.
Lembra-te do Senhor, renunciando aos caminhos constelados de luz para acolher-se, junto dos corações humildes que o esperavam, dentro da noite, e desce também da própria alegria, para ajudar no vale dos que padecem...
Contemplará, de alma surpresa, a fila dos que se arrastam, de olhos enceguecidos pela garoa das lágrimas. Ladeando velhinhos que tossem ao desabrigo, há doentes e mutilados que suspiram pelo lençol de refúgio na terra seca. Surgem mães infelizes que te mostram filhinhos nus e crianças desajustadas para quem o pão farto nunca chegou. Trabalhadores cansados falam de abandono e jovens subnutridos se referem ao consolo da morte...
Divide, porém, com eles o tesouro de teu conforto e de tua fé e, nos recintos de palha e sombra a que te acolhes, encontrarás o Cristo no coração, transfigurando-te a vida, ao mesmo tempo em que, nos escaninhos da própria mente, escutarás, de novo, o cântico do Natal, como que repetido na pauta dos astros:

- Glória a Deus nas alturas e boa vontade para com os homens!...

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Antologia Mediúnica do Natal. Ditado pelo Espírito Meimei. 

Petição do Natal



Senhor Jesus!...
Ante o Natal, agradecemos
A enorme evolução que nos permites.
Iluminaste a inteligência humana
Para vitórias quase sem limites.
Nunca subimos tanto!... Num minuto,
Nações se comunicam, pólo a pólo...
O homem revolve a Terra, em toda parte,
Desde as grimpas do Espaço às entranhas do Solo.
Entretanto, Senhor,
Enquanto o carro do progresso avança,
Atropelando as multidões do mundo,
Surge a dor na carência de esperança.
Pela força dos Céus, tão alto nos elevas,
E lutamos ainda em conflitos extremos...
Concede-nos, no amor com que nos guardas,
A proteção da paz que ainda não temos. .
Natal!... Ouve, Jesus, as trompas de ouro
Que te exaltam na Terra os dons divinos!...
Com o amparo de Deus, tão grandes nos fizeste!
Ensina-nos, Senhor, como ser pequeninos!...,


Xavier, Francisco Cândido. Ditado pelo Espírito Maria Dolores.

15 dezembro 2009

DIVULGAÇÃO

Hoje estou divulgando um blog de uma amiga que tem muito a nos oferecer, por isso insisto que a conheçam.

O endereço é o seguinte :
htps://filobarroshotmailcom.blogspot.com.

10 dezembro 2009

SELO COMPARTILHAR




Regras:

1-Copiar o selinho para seu blog
2-Deixar um comentário no Blog do amigo que te indicou

3-Linkar o blog amigo que te indicou
4-Indicar para 10 Blogs que você acha que compartilham



Recebi este selo da Reyel , e gostaria de dividi-lo com 10 pessoas:

1 -Maria José. http://arcadoconhecimento.blogspot.com

2 -Gianette. http://espirito-azul-gianete.blogspot.com

3 -Reyel Angel. http://grupoespiritaesperancaeluz.blogspot.com

4 -Rosan. http://rosan-estmulos.blogspot.com

5 -Bárbara. http://lesadosemgeral.blogspot.com

6 -Sonia. http://soniamenezes-umdedodeprosa.blogspot.com

7 -Débora. http://ansiedadecriativa.blogspot.com

8 -Norma. http://normavillares.blogspot.com

9 - Valerie. http://celeirodeluz.blogspot.com

10 -Jeanne. http://crescerdatrabalho.blogspot.com

Compartilhar pode ser nobre e enriquecedor, quando a alma não é pequena!

08 dezembro 2009

CONCLUSÕES




Que a vida física é uma escola abençoada, é insofismável; mas, se você não se aproveitar dela a fim de aprender suficientemente as lições que se destinam ao seu engrandecimento espiritual, em nada lhe valerá o ingresso no aprendizado humano.

Que o caminho do bem é laborioso e difícil, não padece dúvida; no entanto, se você não se dispuser a segui-lo, ninguém o livrará da perigosa influência do mal.

Que a felicidade eterna é realização superior, fora dos quadros transitórios da carne, é incontestável; contudo, se você deseja perseverar no campo dos prazeres fáceis e inferiores das esferas mais baixas, dentro delas perambulará, indefinidamente.

Que Deus está conosco, em todas as circunstãncias, é verdade indiscutível; todavia, se você não estiver com Deus, ninguém pode prever até onde descerá seu espírito, nos domínios da intranqüilidade e da sombra.


Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Agenda Cristã. Ditado pelo Espírito André Luiz. Rio de Janeiro, RJ: FEB.

06 dezembro 2009

LIRIO AZUL

LÍRIO AZUL
Este selo cheio de significado, foi-me enviado pela Márcia, pessoa muito especial.
Devo escolher dez amigos para declarar a nossa amizade e nomeamos num post.
Cada um deverá nomear até 10, e assim sucessivamente.
Mas aquele que passar por aqui, por favor é de coração que lhe ofereço este Selo.
Compartilhar com:
1 -Maria José. http://arcadoconhecimento.blogspot.com
2 -Gianette. http://espirito-azul-gianete.blogspot.com
3 -Real Angel. http://grupoespiritaesperancaeluz.blogspot.com
4 -Rosan. http://rosan-estmulos.blogspot.com
5 -Bárbara. http://lesadosemgeral.blogspot.com
6 -Sonia. http://soniamenezes-umdedodeprosa.blogspot.com
7 -Débora. http://ansiedadecriativa.blogspot.com
8 -Norma. http://normavillares.blogspot.com
9 - Valerie. http://celeirodeluz.blogspot.com
10 -Jeanne. http://crescerdatrabalho.blogspot.com
Muito carinho pra todos.

01 dezembro 2009

CORAÇÃO PURO

"Não se turbe o vosso coraço..."- Jesus
(JOÃO, 14:1.)


Guarda contigo o coração nobre e puro.
Não afirmou o Senhor: -"não se vos obscureça o ambiente", ou "não se vos
ensombre o roteiro", porque criatura alguma na experiência terrestre poderá marchar
constantemente a céu sem nuvens.
Cada berço é início de viagem laboriosa para a alma necessitada de experiência.
Ninguém se forrará aos obstáculos.
O pretérito ominoso para a grande maioria de nós outros, os viandantes da Terra,
levantará no território de nosso próprio íntimo os fantasmas que deixamos para trás,
vaguentes e insepultos, a se exprimirem naqueles que ferimos e injuriamos nas
existências passadas e que hoje se v oltam pra nós, a feição de credores inflexíveis,
solicitando reconsideração e resgate, serviço e pagamento.
Não passarás, assim, no mundo, sem tempestades e nevoeiros, sem o fel das
prov as ásperas ou sem o assédio das tentações.
Buscando o bem, jornadearás, como é justo, entre pedras e abismos, pantanais e
espinheiros.
Todavia, recomendou-nos o Mestre: - "não se turbe o vosso coração", porque o
coração puro e intimorato é garantia de consciência limpa e reta e quem dispõe da
consciência limpa e reta vence toda perturbação e toda treva, por trazer em si mesmo a
luz irradiante para o caminho.
Centro Espírita Irmãos da Nova Era
Emmanuel psicografados por Chico Xavier extraidos do livro Palavras da Vida Espiritual:

22 novembro 2009

FELICIDADE

931-
Por que são mais numerosas, na sociedade, 
as classes sofredoras do que as felizes? 


"Nenhuma é perfeitamente feliz 
e o que julgais ser a felicidade muitas vezes oculta pungentes aflições. 
O sofrimento está por toda parte. 
Entretanto, para responder ao teu pensamento, 
direi que as classes a que chamas sofredoras são mais numerosas, 
por ser a Terra lugar de expiação. 
Quando a houver transformado em morada do bem e de Espíritos bons, 
o homem deixará de ser infeliz aí e ela lhe será o paraíso terrestre."

Bem sabemos que a felicidade não é deste mundo.
E que toda dor pode ser abrandada, por amor carinho e principalmente
companherismo.



Allan Kardec. Da obra: O Livro dos Espíritos. 76 edição. Livro eletrônico
gratuito em http://www.febnet.org.br. Federação Espírita Brasileira. 1995.


21 novembro 2009

EXSÊNCIA DE DEUS



Conta-se que um velho árabe analfabeto orava com tanto fervor e com tanto carinho, cada noite, que, certa vez, o rico chefe de grande caravana chamou-o à sua presença e lhe perguntou:
- Por que oras com tanta fé? Como sabes que Deus existe, quando nem ao menos sabes ler?
O crente fiel respondeu:
- Grande senhor, conheço a existência de Nosso Pai Celeste pelos sinais dele.
- Como assim? - indagou o chefe, admirado.
O servo humilde explicou-se:
- Quando o senhor recebe uma carta de pessoa ausente, como reconhece quem a escreveu?
- Pela letra.
- Quando o senhor recebe uma jóia, como é que se informa quanto ao autor dela?
- Pela marca do ourives.
- O empregado sorriu e acrescentou:
- Quando ouve passos de animais, ao redor da tenda, como sabe, depois, se foi um carneiro, um cavalo ou um boi?
- Pelos rastos - respondeu o chefe, surpreendido.
Então, o velho crente convidou-o para fora da barraca e, mostrando-lhe o céu, onde a Lua brilhava, cercada por multidões de estrelas, exclamou, respeitoso:
- Senhor, aqueles sinais, lá em cima, não podem ser dos homens!
Nesse momento, o orgulhoso caravaneiro, de olhos lacrimosos, ajoelhou-se na areia e começou a orar também.


Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Pai Nosso. Ditado pelo Espírito Meimei. 19 edição. Rio de Janeiro, RJ: FEB.

20 novembro 2009

OS ESPIRITOS DO SENHOR

Que são as virtudes dos Céus,

qual imenso exército que se movimenta

ao receber as ordens do seu comando,

espalham-se por toda a superfície da Terra e,

semelhantes a estrelas cadentes,

vêm iluminar os caminhos e abrir os olhos aos cegos.

Eu vos digo, em verdade,

que são chegados os tempos

em que todas as coisas hão de ser restabelecidas

no seu verdadeiro sentido,

para dissipar as trevas,

confundir os orgulhosos e

glorificar os justos.

As grandes vozes do Céu

ressoam como sons de trombetas,

e os cânticos dos anjos se lhes associam.

Nós vos convidamos, a vós homens,

para o divino concerto.

Tomai da lira, fazei uníssonas vossas vozes,

e que, num hino sagrado, elas se estendam e

repercutam de um extremo a outro do Universo.

Homens, irmãos a quem amamos,

aqui estamos junto de vós.

Amai-vos, também, uns aos outros

e dizei do fundo do coração,

fazendo as vontades do Pai, que está no Céu:

Senhor! Senhor!...

e podereis entrar no reino dos Céus.



O ESPÍRITO DE VERDADE

16 novembro 2009

JOVEM CANGURU

Uma geração de jovens que já trabalham e ganham seu dinheiro mas resistem à ideia de deixar a casa dos pais estabelece um novo padrão de comportamento
Carolina Romanini
É natural que os jovens, assim que começam a trabalhar e a ganhar o próprio dinheiro, sonhem em deixar a casa dos pais. Conquistar a independência, ter o seu canto, receber os amigos e namorados na hora que quiser – tudo isso faz parte do rito de passagem para a fase da vida em que a noção de responsabilidade adquire um significado mais amplo. Essa ordem natural das coisas vem sendo desafiada por muitos adultos jovens. Embora já trabalhem, eles preferem permanecer na casa da família – e nem sequer têm planos de morar sozinhos. São os chamados jovens cangurus, uma analogia com os mamíferos da Austrália que andam de carona na bolsa abdominal da mãe. Segundo o instituto de pesquisas LatinPanel, de São Paulo, há hoje no Brasil 3,3 milhões de famílias das classes média e alta com filhos cangurus. Isso equivale a 7% das famílias do país. A maioria deles se encontra na faixa dos 25 a 30 anos, mas, entre os já quase quarentões, 15% ainda moram com os pais . Quando se considera que até meados do século XX as mulheres – e muitos homens – só deixavam a casa paterna para casar, surge a questão: terá havido um retrocesso na independência conquistada pelos jovens? Não é bem assim. Os jovens cangurus têm boas razões para ficar em casa.
Foto Will & Deni Mcintyre/Latinstock
O primeiro motivo que desestimula os jovens de conquistar o próprio espaço é que eles desfrutam em casa toda a liberdade que desejam. Filhos cangurus quase sempre têm pais liberais, que respeitam sua individualidade e não entram em conflito com eles – desde que o respeito seja mútuo, é claro. O psiquiatra Içami Tiba, autor de vários livros sobre o comportamento dos jovens, avalia que a cumplicidade está na base da relação entre jovens cangurus e seus pais. "Essa nova relação familiar só é possível quando os pais deixam de ver os filhos como subordinados a eles e se tornam seus companheiros", diz Tiba.
A liberdade que os jovens cangurus têm na casa dos pais leva ao segundo motivo citado por eles para não deixá-la – a manutenção do padrão de vida que desfrutam. Roupa lavada, empregada doméstica à disposição e comida na mesa são alguns dos luxos dos quais teriam de abrir mão.

O terceiro motivo que leva os jovens cangurus a permanecer na casa dos pais é a possibilidade de usar o próprio dinheiro no aperfeiçoamento de sua formação acadêmica. A competitividade do mercado, em todas as áreas, exige que os jovens tenham um currículo cada vez mais atraente. Além disso, os empregadores fazem questão de experiência anterior na área – que geralmente é adquirida em trabalhos mal remunerados.

permanência de jovens adultos que já trabalham na casa dos pais é comum em muitos países. Na Itália, esse tipo de conduta é uma tradição. Os italianos chamam esses personagens de bamboccioni, ou crianças grandes – é voz corrente no país que as mães estimulam a permanência em casa pela afetuosidade exuberante que demonstram com relação aos filhos. Já os japoneses são menos simpáticos ao se referir aos jovens cangurus. Eles são chamados de solteiros parasitas. "Em países como o Brasil, a Itália e o Japão, a demora para sair de casa é típica de uma geração que posterga a adolescência, o casamento e a paternidade, quando não desiste de vez dos filhos", disse a VEJA a psicóloga Barbara Hofer, da Universidade de Middlebury, em Vermont, nos Estados Unidos, que estuda o fenômeno há quatro anos.

Nos Estados Unidos, os jovens cangurus são chamados de filhos bumerangues e têm um perfil diferente. Pelos costumes americanos, ao ingressarem na faculdade, os jovens saem de casa e vão morar em repúblicas de estudante ou no próprio câmpus. Depois de formados, espera-se que eles logo arrumem emprego na área em que se especializaram e não voltem mais para a casa dos pais. Essa tradição é interrompida quando o nível de desemprego nos Estados Unidos se eleva. Foi o que aconteceu em 2003, quando mais da metade dos recém-formados americanos retomou o caminho de casa. "Com a crise econômica atual, espera-se um número recorde de estudantes que não conseguirão emprego ao se formar e terão de voltar a morar com os pais", prevê a psicóloga Barbara Hofer. Embora os costumes no Brasil sejam diferentes, é bem provável que esse efeito colateral da crise também se abata sobre o país, multiplicando a quantidade de jovens cangurus.

13 novembro 2009

EFICÁCIA DA PRECE

 



"Concedido vos será o que quer que pedirdes pela prece", fora ilógico deduzir que basta pedir para obter e fora injusto acusar a Providência se não acede a toda súplica que se lhe faça, uma vez que ela sabe, melhor do que nós, o que é para nosso bem. É como procede um pai criterioso que recusa ao filho o que seja contrário aos seus interesses. Em geral, o homem apenas vê o presente; ora, se o sofrimento é de utilidade para a sua felicidade futura, Deus o deixará sofrer, como o cirurgião deixa que o doente sofra as dores de uma operação que lhe trará a cura.


O que Deus lhe concederá sempre, se ele o pedir com confiança, é a coragem, a paciência, a resignação. Também lhe concederá os meios de se tirar por si mesmo das dificuldades, mediante idéias que fará lhe sugiram os bons Espíritos, deixando-lhe dessa forma o mérito da ação.
Ele assiste os que se ajudam a si mesmos, de conformidade com esta máxima: "Ajuda-te, que o Céu te ajudará"; não assiste, porém, os que tudo esperam de um socorro estranho, sem fazer uso das faculdades que possui. Entretanto, as mais das vezes, o que o homem quer é ser socorrido por milagre, sem despender o mínimo esforço. (Cap. XXV, no. 1 e seguintes.)

Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo. 112 edição. Livro eletrônico gratuito em http://www.febnet.org.br. Federação Espírita Brasileira.

11 novembro 2009

SELO DEMAIS


RECEBI ESTE  SELO   DO BLOG  ESPIRITO AZUL TENHO QUE RESPONDER UMA PERGUNTA E OFERECER A DOIS BLOGS. EIS A PERGUNTA:
"O que seria necessário fazer ou mudar, para vivermos num mundo melhor?"
                  "Se  ouvirmos nossos coraçôes antes de agir, com certeza teremos um futuro melhor".
OFEREÇO PARA:
ARCA DO CONHECIMENTO, ALEGRIA DE VIVER, ESPELHO VIRTUAL, SABEDORIA PENSAMENTOS E REFLEXÃO.

09 novembro 2009

RECOMEÇO


Observe a natureza, tudo nela é recomeço.
No lugar da poda surgem os brotos novos.
Com a água, a planta viceja novamente (renasce).
Nada pára.
A própria terra se veste diferentemente todas as manhãs.
Isso acontece também conosco.
A ferida cicatriza, as dores desaparecem, a doença é vencida pela saúde, a calma vem após o nervosismo.
O descanso restitui as forças.
Recomece. Anime-se.
Se preciso, faça tudo novamente.
Assim, é a VIDA!

Autor desconhecido

08 novembro 2009

BEM VERDADEIRO

Os verdadeiros bens são aquêles que têm caráter inalienável. O que transita não constitui posse, antes é mordomia. Nesse particular, os tesouros terrenos valem pela tônica que lhes emprestamos, caracterizados pelas paixões que envilecem, aquêles que os dominam parcialmente ou pela dinâmica do trabalho valioso que fomentam.
A posse monetária, no entanto, em si mesma não é responsável pelos bens que produz nem pelos males que gera.
Manipulando a posse encontra-se sempre o espírito, que a faz nobre ou perniciosa.
O dinheiro, de tão desencontradas conceituações, não é o responsável direto pela miséria social nem o autor das glórias culturais.
A moeda que compra consciências é a mesma que adquire leite para a orfandade; o dinheiro que entorpece o caráter é aquêle que também salva uma vida, doando sangue a alguém que esteja à beira da desencarnação; o numerário que corrompe moçoilas invigilantes, fascinadas pelo momentâneo ouropel da glória social, faculta igualmente sucesso às grandes conquistas do conhecimento.
Se êle favorece o tráfico de entorpecentes e narcóticos, a prostituição e rapina, também estimula o progresso entre as Nações, drena as regiões pantanosas e transforma os desertos em abençoados pomares, educa...

18 setembro 2009

AGRADECER A DEUS SEMPRE


Seja qual for a situação em que te encontres, agradece a Deus a atual conjuntura expiatória ou provacional, utilizando-te do tempo com sabedoria e discernimento, de modo a construíres o futuro, desde que o presente se te afigure afligente ou doloroso.
O que hoje possuis vem de ontem, podendo edificar para o amanhã, através do uso que faças das faculdades ao teu alcance.
Qualquer corpo, mesmo quando mutilado ou limitado, assinalado por enfermidades ultrizes e rigorosas, constitui concessão superior que a todos cabe zelar e cultivar, desdobrando recursos e entesourando aquisições, mediante os quais poderá planar logo mais nas Regiões Felizes, livre dos retornos dolorosos e recomeços difíceis.

Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Estudos Espíritas. Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis. FEB.

14 setembro 2009

COMO UMA ONDA






Lulu Santos

Composição: Lulu Santos / Nelson Motta
Nada do que foi será
De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará
A vida vem em ondas
Como um mar
Num indo e vindo infinito
Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo
Não adianta fugir
Nem mentir
Pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Nada do que foi será
De novo do jeito
Que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará
A vida vem em ondas
Como um mar
Num indo e vindo infinito
Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo
Não adianta fugir
Nem mentir pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Como uma onda no mar
Digite aqui o resto do post

13 setembro 2009

O HOMEM DE BEM


O verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza. Se ele interroga a consciência sobre seus próprios atos, a si mesmo perguntará se violou essa lei, se não praticou o mal, se fez todo o bem que podia, se desprezou voluntariamente alguma ocasião de ser útil, se ninguém tem qualquer queixa dele; enfim, se fez a outrem tudo o que desejara lhe fizessem.
Deposita fé em Deus, na Sua bondade, na Sua justiça e na Sua sabedoria. Sabe que sem a Sua permissão nada acontece e se Lhe submete à vontade em todas as coisas.
Tem fé no futuro, razão por que coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.
Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções são provas ou expiações e as aceita sem murmurar.
Possuído do sentimento de caridade e de amor ao próximo, faz o bem pelo bem, sem esperar paga alguma; retribui o mal com o bem, toma a defesa do fraco contra o forte, e sacrifica sempre seus interesses à justiça.
Encontra satisfação nos benefícios que espalha, nos serviços que presta, no fazer ditosos os outros, nas lágrimas que enxuga, nas consolações que prodigaliza aos aflitos. Seu primeiro impulso é para pensar nos outros, antes de pensar em si, é para cuidar dos interesses dos outros antes do seu próprio interesse. O egoísta, ao contrário, calcula os proventos e as perdas decorrentes de toda ação generosa.

08 setembro 2009

SE TUDO TERMINASSE COM A MORTE


Se a vida estivesse circunscrita ao período que vai do berço à tumba, se as perspectivas da imortalidade não viessem esclarecer sua existência, o homem não teria outra lei senão a de seus instintos, apetites e gozos. Pouco importaria que amasse o bem e a eqüidade. Se não faz senão aparecer e desaparecer nesse mundo, se traz consigo o esquecimento de suas esperanças e afeições sofreriam tanto mais quanto mais puras e mais elevadas fossem suas aspirações; amando a justiça, soldado do direito, acreditar-se-ia condenado a quase nunca ver sua realização; apaixonado pelo progresso, sensível aos males de seus semelhantes, imaginaria que se extinguiria antes de ver triunfar seus princípios.
Com a perspectiva do nada, quanto mais tivesse praticado o devotamento e a justiça, mais sua vida seria fértil em amarguras e decepções. O egoísmo, bem compreendido, seria a suprema sabedoria; a existência perderia toda sua grandeza e dignidade. As mais nobres faculdades e as mais generosas tendências do espírito humano terminariam por se dobrar e extinguir inteiramente.
A negação da vida futura suprime também toda sanção moral. Com ela, quer sejam bons ou maus, criminosos ou sublimes, todos os atos levariam aos mesmos resultados. Não haveria compensações às existências miseráveis, à obscuridade, à opressão, à dor; não haveria consolação nas provas, esperança para os aflitos. Nenhuma diferença se poderia esperar, no porvir, entre o egoísta, que viveu somente para si, e freqüentemente na dependência de seus semelhantes, e o mártir ou o apóstolo que sofreu que sucumbiu em combate para a emancipação e o progresso da raça humana. A mesma treva lhes serviria de mortalha.
Se tudo terminasse com a morte o ser não teria nenhuma razão de se constranger, de conter seus instintos e seus gostos. Fora das leis terrestres, ninguém o poderia deter. O bem e o mal, o justo e o injusto se confundiriam igualmente e se misturariam no nada. E o suicídio seria sempre um meio de escapar aos rigores das leis humanas.
A crença no nada, ao mesmo tempo em que arruína toda sanção moral, deixa sem solução o problema da desigualdade das existências, naquilo que toca à diversidade das faculdades, das aptidões, das situações e dos méritos. Com efeito, por que a uns todos os dons de espírito e do coração e os favores da fortuna, enquanto que tantos outros não têm compartilhado senão a pobreza intelectual, os vícios e a miséria? Por que, na mesma família, parentes e irmãos, saídos da mesma carne e do mesmo sangue, diferem essencialmente sobre tantos pontos? Tantas questões insolúveis para os materialistas e que podem ser respondidas tão bem pelos crentes. Essas questões, nós iremos examinar brevemente à luz da razão.
Trecho retirado do livro O porquê da vida de Léon Denis
Traduzido por: Paulo A Ferreira
Revisado por: Lucia F. Ferreira

07 setembro 2009

DOAÇÃO


"No desempenho dos deveres cristãos, não aguarde recursos externos para cumpri-los. O melhor patrimônio que você pode dar às boas obras é o seu próprio coração".


05 setembro 2009

ANTE À JUVENTUDE


Jovem, não é apenas aquele que dispõe de aparelhagem fisiológica nova. A juventude é estado interior que resulta do otimismo e da elevação a que se vincula o homem, inspirado pela indestrutibilidade do espírito - única segurança para quem empreende a tarefa da própria paz.
Jovens há que envelheceram nos compromissos negativos e não podem recomeçar, amargurados e amargurantes como se encontram. Enquanto outros, idosos, estão rejuvenescidos pelo ideal que esposam sem envelhecerem na caducidade dos propósitos em que insistem.
Corpo jovem não indica posição ideal da vida, antes é compromisso para com a própria evolução.
Espíritos amadurecidos no bem, em se emboscando nos corpos, refletem na indumentária de que se utilizam para avançar as condições de equilíbrio e sensatez, com que impulsionam a máquina do progresso. O mesmo ocorre com os espíritos em experiências iniciais da programática evolutiva, que apenas exteriorizam
as paixões do instinto e as expressões da forma sem maiores vôos para as elevadas aspirações.

29 agosto 2009

24 agosto 2009

PENSAMENTO


“Nós nos tornamos aquilo que contemplamos. Através do pensamento constante, um ideal fica impresso em nosso coração. Quando fixamos sempre nossos pensamentos no mal que os outros fazem, nossa mente fica poluída pelo mal. Quando, ao contrário, fixamos nossa mente nas virtudes ou no bem-estar dos outros, nossa mente é purificada do mal e acolhe somente bons pensamentos. Nenhum mau pensamento pode penetrar a mente de uma pessoa totalmente dedicada ao amor e à compaixão. Os pensamentos que cultivamos modelam nossa natureza; junto com os outros, eles também nos afetam.”
Sathya Sai Baba

Digite aqui o resto do post

15 agosto 2009

CÁRITAS


Digite aqui o resto do post

13 agosto 2009

BEM E MAL SOFRER

Quando o Cristo disse: "Bem-aventurados os aflitos, o reino dos céus lhes pertence", não se referia de modo geral aos que sofrem, visto que sofrem todos os que se encontram na Terra, quer ocupem tronos, quer jazam sobre a palha. Mas, ah! poucos sofrem bem; poucos compreendem que somente as provas bem suportadas podem conduzi-los ao reino de Deus. O desânimo é uma falta. Deus vos recusa consolações, desde que vos falte coragem. A prece é um apoio para a alma; contudo, não basta: é preciso tenha por base uma fé viva na bondade de Deus. Ele já muitas vezes vos disse que não coloca fardos pesados em ombros fracos. O fardo é proporcionado às forças, como a recompensa o será à resignação e à coragem. Mais opulenta será a recompensa, do que penosa a aflição. Cumpre, porém, merecê-la, e é para isso que a vida se apresenta cheia de tribulações.
O militar que não é mandado para as linhas de fogo fica descontente, porque o repouso no campo nenhuma ascensão de posto lhe faculta. Sede, pois, como o militar e não desejeis um repouso em que o vosso corpo se enervaria e se entorpeceria a vossa alma. Alegrai-vos, quando Deus vos enviar para a luta. Não consiste esta no fogo da batalha, mas nos amargores da vida, onde, às vezes, de mais coragem se há mister do que num combate sangrento, porquanto não é raro que aquele que se mantém firme em presença do inimigo fraqueje nas tenazes de uma pena moral. Nenhuma recompensa obtém o homem por essa espécie de coragem; mas, Deus lhe reserva palmas de vitória e uma situação gloriosa. Quando vos advenha uma causa de sofrimento ou de contrariedade, sobreponde-vos a ela, e, quando houverdes conseguido dominar os ímpetos da impaciência, da cólera, ou do desespero, dizei, de vós para convosco, cheio de justa satisfação: "Fui o mais forte."
Bem-aventurados os aflitos pode então traduzir-se assim: Bem-aventurados os que têm ocasião de provar sua fé, sua firmeza, sua perseverança e sua submissão à vontade de Deus, porque terão centuplicada a alegria que lhes falta na Terra, porque depois do labor virá o repouso. - Lacordaire. (Havre, 1863.)

12 agosto 2009

PERFEIÇÃO



"Quanto mais alguém se aproximar da perfeição, menos a exige dos outros".
(Petit – Senn)

EMMANUEL





"Não te digas incapazes, nem te digas inútil. Auxilies como puderes".
( Emmanuel – "Pérolas de Luz")

05 agosto 2009

A ALEGRIA É POSSÍVEL


Pergunta-se: Podemos estar alegres com tantos e tão graves problemas sociais e familiares, com tantas situações de pobreza e atentados à dignidade das pessoas?

SIM, apesar disso, a alegria é possível, porque é possível a Esperança.

Porque os cristãos têm Esperança e Fé…

Sem dúvida que os problemas são reais, mas não podem ser motivo de resignação quando trabalhamos com sinceridade, quando procuramos ser justos com todos e nos esforçamos por criar vínculos de solidariedade e colaboramos com entidades por um mundo mais justo, fraterna e solidária. Então o mundo começa a transformar-se, a melhorar.

Os cristãos que o queiram ser, seguem os apelos dos profetas e são também eles, por sua vez, porta-vozes e testemunhas.

Não podemos baixar os braços na resignação. Ninguém pode fazer tudo, mas cada um pode fazer alguma coisa.

Comecemos por refletir nos nossos comportamentos, revendo os nossos estilos de vida. É o grande desafio vindo dos profetas Isaías e João Baptista e, por fim, de Jesus: construir um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas se respeitem e se estimem.

Este nosso dever começa em casa com a educação dos filhos. Alerto-vos para os novos perigos na família. Não vos deixeis subjugar aos filhos; não aceitem que eles vos faltem ao respeito. "De pequenino se torce o pepino", é da sabedoria popular.

Reparem nisto: considerava-se um bom pai/mãe aquele cujos filhos se portavam bem. Obedeciam às suas ordens e tratavam-nos com o devido respeito e amor; bons filhos os que veneravam os seus pais. Os papéis inverteram-se: agora são os pais que têm que agradar aos filhos para "ganhá-los" e não no inverso como no passado; isto explica o esforço que fazem tantos pais/mães para serem os melhores amigos e "darem tudo" aos seus filhos.

Os filhos precisam perceber que durante a infância os pais estão à frente das suas vidas, como líderes capazes de os submeter, quando não os podem conter; e de os guiar enquanto não sabem para onde vão. É assim que evitaremos que as novas gerações se afoguem no descontrolo e tédio, em que se está a afundar uma sociedade que parece ir à deriva sem regras nem destino. Só uma atitude firme, respeitosa lhes permitirá confiar na vossa idoneidade para governar as suas vidas, enquanto forem menores, porque vão à frente liderando-os, e não atrás, carregando-os e "vendidos" às suas vontades.

A educação tem "limites". Estes abrigam o indivíduo com amor ilimitado e profundo respeito. "Não vos acomodeis a este mundo… deixai-vos transformar, adquirindo uma nova mentalidade, para poderdes discernir qual é a vontade de Deus: o que é bom e reto, o que Lhe é agradável e é perfeito".

Expulsa de tua casa o "pai natal" consumista e dá lugar ao estilo de Jesus, de uma vida simples.

Cultiva o espírito comunitário na atenção aos outros na tua casa e a solidariedade com os de fora.

Foge da rotina e faz algo de novo todas as semanas.

Descobre as pessoas que te rodeiam em casa e fora dela. Assim, nasce e cresce o Amor de Jesus no teu coração!

P. Batalha

18 junho 2009

Você sabe o que é dismorfia?

Achei muito interessante este artigo e resolvi colocar aqui para que mais pessoas tenham acesso a estas informações. Embora muitas pessoas não consigam enxergar, a saúde está acima de um corpo esguio.

Por Lourdes Brunini - Psicologia

Muito se fala sobre anorexia (transtorno alimentar caracterizado por uma rígida e insuficiente dieta alimentar) e também sobre bulimia (apetite insaciável, com vômito auto-induzido após as refeições). Porém, um novo transtorno relacionado a auto-imagem está sendo bastante comentado: a dismorfia.

Mais comum do que se imagina, a dismorfia é caracterizada por uma insatisfação com a imagem corporal. Por não corresponder aos padrões de beleza impostos muitas pessoas desenvolvem esse transtorno. Estar um pouco acima do peso, ter pernas mais grossas e contornos mais volumosos acabam gerando "complexos exagerados" induzindo a pessoa a seguir a "ditadura da beleza" sacrificando sua própria saúde. Quem apresenta esse transtorno transforma uma simples característica, como uma pintura, em um

"defeito imaginário" e imaginável. A pessoa insatisfeita com sua imagem corporal, que entende como não correspondentes aos padrões exigidos pela sociedade e dá início a prejuízos sociais, ocupacionais e psíquicos. Uma pessoa com dismorfia sente-se insegura com o próprio corpo a ponto de isolar-se e cair em depressão, e o pior é que, na maioria das vezes, o "defeito", quando

existente, é quase imperceptível, porém é enxergado pela pessoa como algo gigantesco e negativo.

A dismorfia é uma doença séria e quando está em seu estágio crônico tem como principais sintomas o mau humor, insatisfação constante, dificuldade em desempenhar tarefas, dificuldade de relacionamento, falta de iniciativa, prejuízo na capacidade criativa, inibição, timidez entre outras sensações que fazem com que a pessoa se isole cada vez mais e permaneça em um estágio melancólico. Em último grau, a dismorfia pode levar ao suicídio ou psicose.

O transtorno dismórfico pode ser identificado e tratado logo em seu início e a família tem papel fundamental. Ao perceber que a pessoa está apática, melancólica e comentando muito sobre a insatisfação com suas características físicas, os familiares e amigos devem imediatamente começar a desviar esse tipo de comentário, e o ideal que é apontar os aspectos positivos dessa pessoa, como a capacidade intelectual, habilidades, o afeto, e seus atrativos físicos que realmente existem. O importante é mostrar que somos um todo e não apenas uma forma física que só atrai se for perfeita.

Caso os prejuízos trazidos pela dismorfia estejam gerando desconforto, desprazer e muitas vezes depressão, é necessária a ajuda de um profissional de psicologia ou psiquiatria, dependendo do estágio do transtorno. O que acontece é que, algumas vezes, mesmo após ressaltar valores positivos, a família não obtém resultado, mas prefere continuar tentando. Neste momento, é imprescindível procurar ajuda de um profissional.

Dentre os tratamentos para dismorfia, a terapia focal com objetos facilitadores como argila, massa de biscuit, aquarela, desenhos, espelho e outros, tem bons resultados. O trabalho não é desvalorizar os sentimentos do paciente, mais compreendê-lo e ampliar sua consciência. A psicoterapia pode ser individual ou grupal, mas sua indicação irá depender de sua história envolvendo o transtorno.

Apesar de ser um problema comum e sério, o transtorno dismórfico pode ser evitado, para isso é importante lembrar que um corpo "perfeito" é um corpo, acima de tudo, saudável.


 

22 maio 2009

SUGADORES DE ENERGIA

(Jornal da Mocidade – Ago/97 e Revista Espírita Allan Kardec – Mar/98)

Parece mentira, mas há pessoas que parecem "sugar" energia da gente! O Ph.D. em Administração de Empresa Luiz Almeida Marins Filho, relatou em um dos seus livros, que certa vez estava muito bem, alegre e satisfeito. E encontrou-se num shopping com um amigo e em meia hora de conversa, o amigo deixou-o um verdadeiro "trapo", deprimido, triste.

Depois ficou pensando no que aconteceu e logo percebeu que aquela conversa horrível do "amigo", falando só de doenças, roubos, estupros, filhos de amigos que haviam caído no vício, desemprego, falta de dinheiro, etc. acabou roubando-lhe a sua energia positiva! Quando acabou a conversa (onde só o amigo falou) ele parecia estar melhor do que nunca e, diz o Dr. Luiz, eu... em profunda depressão.

Cuidado com esses "sugadores de energia positiva". Eles estão em todo o lugar: no trabalho, na família, na roda de amigos. Eles só sabem falar de desgraças. Só lêem obituário dos jornais e a seção de crimes horrendos, Gravam em vídeo o noticiário policial. Fazem estatísticas e sabem de cor quantos seqüestros ainda não foram desvendados, quantas crianças continuam desaparecidas, quantos sem-teto, sem-terra, sem-emprego, sem-tudo existem no mundo!

Essas são aquelas pessoas que quando você propõe um piquenique elas logo dizem: "- Vai chover!". São pessoas que azedam baldes de sal-de-fruta.

Eles são sempre "do contra". Avisam que "não vai dar certo" e torcem para que nada aconteça. Depois dizem: "- Eu sabia que não ia dar certo...".

Esses "sugadores de energia" vivem da energia alheia e é muito difícil conviver com alguém "puxando você prá baixo" o tempo todo.

Não seja você também um "sugador de energia"

Que felicidade que seria a nossa, se aprendêssemos a expulsar da nossa memória as coisas desagradáveis, idéias tristes e deprimentes. Com certeza, nossa força iria multiplicar se pudéssemos conservar só os pensamentos que elevam e animam.

Há pessoas que não podem se lembrar das coisas agradáveis. Quando nos encontram, tem sempre algo de triste a contar. Com qualquer mal que sofreram, se angustiam muito. Como se não bastasse, se preocupam até com que vão sofrer... Sabem lembrar-se só de fatos discordantes.

Dão a idéia de um armazém de quinquilharias, objetos inúteis e deteriorados. Retém tudo mentalmente, com medo de precisarem uma vez ou outra, disto ou daquilo, de maneira que o seu armazém mental está entulhado de detritos...

Bastaria que estas pessoas fizessem uma limpeza regular, que as livrassem dos montões inúteis e depois, organizassem o que sobrou, para terem êxitos. No entanto, não são incomuns, pessoas que se "enterraram" na infelicidade e na desarmonia. Outras, fazem exatamente o contrário. Falam sempre de coisas agradáveis e interessantes experiências que têm feito.

São indivíduos que passaram até perdas, aflições, mas falam delas tão poucas vezes, que parece nunca terem tido na vida, senão boa sorte e amigos. Estas pessoas fazem-se amar.

O hábito de mostrar aos outros o nosso aspecto positivo, é o resultado do nosso equilíbrio interior.

Quando estamos tristes por algum sofrimento, devemos procurar a sua causa para eliminá-lo.

Geralmente, porém, quando sofremos, buscamos a causa fora de nós.

Vemos pessoas se queixando que tem má sorte, suspeitando que seu vizinho é a causa, porque não se dá com ele, ao passo que ele é bem favorecido com a sorte nos negócios, na vida familiar, sendo estimado inclusive, pelos conhecidos. Se examinarmos as circunstâncias da vida destas pessoas, verificaremos que a queixosa é negligente, gastadora, intolerante nas opiniões e indisciplinada, ao passo que a outra pessoa é cumpridora dos seus deveres, econômica, modesta, não calunia, nem adula.

Emprega bem o seu tempo disponível lendo bons livros, fazendo cursos, esportes, ajudando seu próximo, sendo útil.

Por isso, é estimada. Ao passo que a queixosa, está sempre perdendo (tempo, trabalho, fregueses, dinheiro, a família e os amigos), e sempre não tem tempo. Vamos eliminar dos nossos corações, a desconfiança, o ódio, a inveja e a descrença e vamos cultivar a alegria, a fé e a crença no amor e na Justiça Divina, e será certo que venceremos na luta que a vida nos destina.


NECESSIDADE DE UMA CARGA ENERGÉTICA VITAL

Todos nós possuímos necessidade de uma carga energética vital para nutrir nossos corpos físico e espiritual. A medida que gastamos a carga energética vital ela deve ser reposta, os mecanismos naturais de recomposição (respiração, alimentação, absorção de energias vitais através dos chacras, etc).

A reposição dessa carga energética vital na quantidade mínima que necessitamos para manter a vida, depende de vários fatores, tais como: o modo de vida, o meio, a qualidade dos pensamentos, dos sentimentos, das emoções, entre outros.

Não existe um limite para a quantidade máxima de carga energética vital, quanto mais melhor, teremos vida mais ativa. As circunstâncias negativas consomem muito mais energia vital do que as circunstâncias positivas. Muitas vezes esses meios naturais não são suficientes para repor a quantidade de carga energética vital que estamos gastando, e passamos a ter carência energética. Quando obstruimos os chacras, principalmente o chacra esplênico, bloqueamos a maior parte de entrada de energia vital.

PARA EVITAR CARÊNCIA DA CARGA ENERGÉTICA

Para não termos carência da carga energética vital devemos ter maior controle e equilíbrio sobre os pensamentos e sentimentos; melhorar nosso comportamento; combater e eliminar os vícios; evitando dessa forma o desperdício descontrolado de energias. Os pensamentos e sentimentos positivos são fatores importantes e fundamentais para preservar os níveis e fluxos energéticos, porque mantém os chacras livres das energias densas produzidas pelos pensamentos e sentimentos negativos que bloqueiam os chacras.

Nenhum ser vivo, seja ele humano, animal ou vegetal, se alimenta, apenas, de comida sólida e líquida, o arroz-feijão de cada dia. Nutre-se também, de comida gasosa, através do ar que se respira, e de comida energética, representada pelas energias que absorvemos e que são produzidas pelo telurismo do planeta Terra, pela natureza, por outros corpos celestes, como o Sol e os planetas, e pelo próprio cosmo. Ou seja, As energias vitais que absorvemos e metabolizamos são provenientes de fontes variadas: o Sol, o espaço infinito, o próprio planeta, etc.

Cada um de nós é um microcosmo químico-energético inteligente, um complexo sistema de energias que interagem, constantemente, com muitos outros sistemas.

Nossa nutrição energética acontece, em geral, de modo inconsciente, automático, orientado e regulado pela própria inteligência instintiva do corpo. Mas esse processo pode, também ser incrementado, de modo consciente e voluntário. A entrada das energias vitais em nosso organismos se dá através alimentação de sólidos e líquidos, através do aparelho respirátorio, da pele e principalmente pela absorção através dos chacras, mais específicamente pelo esplênico.

TROCA ENERGÉTICA

De forma permanente trocamos energias com sistemas externos, tais como nossas casas, ambiente de trabalho, nos locais públicos, na natureza, absorvendo deles cargas energéticas necessárias a nossa subsistência e descarregando neles cargas desnecessárias, tais como nossos "detritos"energéticos.

Ao mesmo tempo, cada um de nós interage com outros seres humanos que de nós se aproximam, estabelecendo com eles os mais variados tipos de combinações energéticas, influenciando-os e por eles sendo influenciados.

Para estabelecer todos esses enlaces e conexões com as fontes de energia natural, ou para nos relacionarmos, energeticamente, com outras pessoas, dispomos de nosso corpo sutil.

E esse, por sua vez, possui órgãos para captar, armazenar e processar energias externas, aos quais se dá o nome de sânscrito de chacras (rodas).


DIFICULDADES DE ABSORÇÃO DA ENERGIA VITAL

Quando se obstrui ou fecha o chacra esplênico, bloqueia-se a maior parte da entrada de energia vital, e a pessoa passa perder força vital e não mais produz uma impressão vigorosa. A pessoa passa a agir como se não estivesse "presente". Estará por baixo em matéria de energia e ficará enfermiça. Faltar-lhe-á força física. Não mais se alimenta.

LIGAÇÃO PLENA COM A ENERGIA VITAL CÓSMICA

A afirmação de energia vital, combinada com a vontade de viver, dá ao indivíduo uma "presença" de força e vitalidade.

Ele afirma "Estou aqui agora" e, com efeito, se acha bem fundamentado na realidade física. A "presença" da força e da vitalidade emana dele em forma de energia vital, amiúde age como gerador, ativando os que o rodeiam, recarregando-lhes os sistemas de energia. Possui uma forte vontade de viver.

SUGADORES DE ENERGIAS

Pessoas físicas e psicologicamente sadias e equilibradas nutrem-se, diretamente, nas fontes naturais de energia. Mas, as pessoas desequilibradas, que, por terem perdido o contato com a sua própria natureza interna mais profunda, perderam, também, a capacidade de absorver e processar o alimento energético natural, precisam, para sobreviver, por em prática um expediente horrível: sugar a energia vital de outras pessoas. Estas pessoas são chamadas de "sugadores de energias".

As características de um sugador são muitas. Mas, a principal e da qual todas as demais derivam, é o egocentrismo. Quanto mais a pessoa estiver voltada para si mesma, concentrada em si mesma, mais ela terá dificuldade para estabelecer contato com fontes naturais de nutrição energética e maior será sua tendência para sugar energia vital dos outros.

MECANISMO DE DEFESA

Todos nós, por outro lado, somos, naturalmente, dotados de mecanismos de defesa contra a perda de energia vital. Mas, quando perdemos a posse e o controle de nosso centro de gravidade, quando, por stress, cansaço, tristeza, depressão, mania, frustração, neurose, o projetamos para fora de nós mesmos, alteramos e debilitamos a estrutura do corpo sutil, tornando-o permeável a invasores "Fulano está fora de si", diz a voz popular, querendo dizer que o sujeito está louco.

Além de louco, está fazendo vazar seu reservatório de energia vital, e não está conseguindo repor.

Por debilitação energética está se colocando em condição de presa fácil dos espíritos obsessores, que normalmente insuflam idéias de depressão, angústia, autoflagelamento, suicídios, etc.

OS TIPOS DE SUGADORES DE ENERGIAS O ESPECULADOR

Existem pessoas que usam a maneira de adquirir energia, fazendo perguntas para sondar o mundo da outra pessoa, com o propósito específico de descobrir alguma coisa errada.

Assim que fazem isso, criticam esse aspecto da vida da outra pessoa, se essa estratégia der certo, aí a pessoa criticada é atraída para a vampirização. Se a pessoa criticada se ligar àquele nível de energia, passar a dar atenção às críticas, cria-se um vínculo energético, uma simbiose, assim o especulador atinge o seu objetivo porque o criticado passa a transmitir energia para ele

O COITADINHO

Quando alguém lhe conta todas as coisas horríveis que já aconteceram com ele, insinuando que todos são responsáveis pela situação que se encontra, menos ele é claro, e que se ninguém ajudá-lo essas coisas horríveis vão continuar, essa pessoa está buscando fazer você se ligar a ele pelo sentimento de pena e de forma passiva começa a sugar energias, este tipo de vampirização chamamos de coitadinho.

Pense nisso num instante. Nunca se viu com alguém que o faz se sentir culpado quando está em presença dele, mesmo sabendo que não existe nenhum motivo para se sentir assim?

Quando isto acontece, é que você entra no mundo dramático de um coitadinho. Tudo que eles dizem e fazem nos deixam numa posição em que parece que não estamos fazendo o bastante para ajudá-la. Por isso é que nos sentimos culpados só por estar perto dela.

Existem pessoas que chegam ao extremo que for necessário para conseguir sugar a energia da família. E depois disso, essa estratégia passa a ser a maneira dominante para extrair energia de todos, repetindo-a constantemente.

O INTIMIDADOR

Tem também o intimidador, que ameaça as pessoas tentando envolvê-las através da agressividade.

Se a pessoa agredida se ligar àquele nível de energia, passar a dar atenção, cria-se um vínculo energético, uma simbiose, assim o agressor atinge o seu objetivo porque o agredido passa a transmitir energia para ele através de mágoas, rancor, ódio, etc. Portanto, quando passamos a combater a agressão com a agressão passamos a ser vampirizados assim como também sugar energia dos outros.

AS PESSOAS DE MAL COMPORTAMENTO SUGAM ENERGIA

Uma forma de entendemos a existência de pessoas violentas, agressivas, destrutivas (que criticam tudo), que reclamam de tudo, que se queixam de tudo, é porque estas atitudes são formas de sugar a energias das outras pessoas. Por não conseguirem se ligar com a energia cósmica, porque não se moralizam, não largam seus vícios, não mudam seus comportamentos egoísticos, encontram nestas formas de ser, o meio de sugar a energia das outras pessoas.


EMITIMOS E ABSORVEMOS ENERGIAS

Cada um de nós é um dinamopsiquismo emissor e perceptor permanente; daí não apenas recebermos influências dos outros, mas também sobre eles mantermos as nossas influenciações.

Estamos permanentemente emitindo e absorvendo energias. Sempre que nos aproximamos de alguém ocorrerá a troca de energias, emitiremos nossas energias para a outra pessoas e dela absorveremos as energias que ela estiver emitindo e vice-e-versa.

MECANISMO: SUGADORES DE ENERGIA


No caso dos sugadores de energia ocorrerá que ele praticamente não terá energia para transmitir e toda energia que ele absorver será metabolizada e consumida pelo seus organismos físico e espiritual, ou seja, irá absorver muito mais do que emitir, causando assim um deficit energético na outra pessoa.
As pessoas se tornam Sugadoras de Energia porque absorvem a energia do outro e por estarem debilitadas, metabolizam e consomem toda a energia absorvida e não sobra nada para retornarem a outra pessoa.

EXEMPLO DE COMO AGEM OS SUGADORES DE ENERGIA

Quando duas pessoas se postam frente a frente para uma conversação, e começa ocorrer disputa de opiniões, críticas, intimidações, etc.

Imediatamente os campos de energia dos dois irão tornar-se de algum modo mais densos e excitados, como por uma vibração interna. À medida que prosseguir a conversa, os campos começarão a misturar-se.

No final, quem conseguir argumentar melhor, sairá mais fortalecido, porque estará com parte da energia do outro, e em consequência, o outro sairá com menos energia, portanto, enfraquecido, se sentindo esgotado,

Tudo isso ainda é inconsciente na maioria das pessoas. Tudo que sabemos é que nos sentimos fracos quando perdemos uma discussão, e quando vencemos nos sentimos melhor. Em resumo, vimos que dominar outro faz o dominador se sentir poderoso e esperto, porque suga a energia vital dos que são dominados.

FLUXO E REFLUXO DAS ENERGIAS SUGADAS

Quando um deles estabelecer um ponto que demonstre certa vantagem sobre o adversário, seu campo criará um movimento que parecerá sugar o campo de energia do outro. Mas aí, quando a outra pessoa fizer sua refutação, a energia refluirá novamente para ela. Em termos da dinâmica dos campos de energia, marcar o ponto parece significar apoderar-se de parte do campo de energia do adversário e puxá-la para dentro de si.

A MAIOR VIOLÊNCIA

A pior violência que os sugadores de energia fazem é escolher como suas vítimas as pessoas que se encontram enfraquecidas, porque estão entregues a doenças físicas, ou perturbadas psiquicamente, e ou ainda, sendo vampirizadas por espíritos que a induziram a processos obsessivos.

DOAR ENERGIA COM AMOR NÃO NOS FARÁ FALTA

A maioria das pessoas passa a vida numa caça constante à energia de outra. Quando duas pessoas conversam e há amor recíproco, a energia de um inunda o outro. Quando outra pessoa nos dá energia fraternalmente, voluntariamente, nos sentiremos bem, o diálogo, as experiências e conceitos parecerão cristalinos, nos expressaremos com facilidade.

DIFICULDADE DE ABSORVERMOS ENERGIA DO COSMOS

Estamos vendo que o mundo físico é na verdade um vasto sistema de energia. E que nós humanos, competimos inconscientemente pela energia que flui entre as pessoas, porque não conseguimos absorver energia do cosmos. Esse é que foi sempre o conflito humano, em todos os níveis: desde todos os mesquinhos conflitos em família e no emprego até as guerras entre países. É o resultado da sensação de insegurança e fraqueza e da necessidade de roubar a energia de outra pessoa para se sentir bem.

TEMOS QUE SE LIGAR À FONTE DE ENERGIA

Quando começamos a apreciar a beleza, admirar detalhes e prestar atenção nas coisas, nas pessoas, passaremos a contemplar o princípio da emoção de amor. O papel do amor está mal compreendido. Devemos sentir amor por tudo. O amor não é uma coisa que devemos fazer para ser bons ou tornar o mundo um lugar melhor, por alguma abstrata responsabilidade moral, ou porque devemos desistir de nosso hedonismo. Quando chegarmos a um nível em que sentirmos as energias de amor vindo das outras pessoas, poderemos mandar a energia de volta, agora agregada com o nosso amor, é só desejar. E ninguém se sentirá mais fraco por isso, porque estaremos recebendo mais energia de uma fonte inesgotável, que é o cosmos. Se ligar na energia cósmica provoca emoção, depois euforia e depois amor. Encontrar bastante energia para conservar esse estado de amor sem dúvida faz bem ao mundo, porém mais diretamente a nós. Lembre-se de parar quantas vezes for preciso para se religar com a energia cósmica. Permaneça cheio, permaneça em estado de amor.

O QUE ACONTECE QUANDO MÉDIUM QUE TEM VÍCIOS DÁ PASSE?

Fumar gasta muita energia vital. Se embriagar gasta muita energia vital. Toda a pessoa que fuma ou bebe tem carência energética vital, portanto, ao dar passe o médium irá vampirizar o paciente sugando a carga energética vital. Mágoas, más paixões, egoísmo, orgulho, vaidade, cupidez, vida desonesta, adultério etc, também causam deficiência energética vital.

O passista não precisa ser um santo, mas necessita esforçar-se na melhoria íntima e no aprendizado intelectual. Todos podemos ministrar passes, porém é necessário um mínimo de preparo moral a fim de que realmente possamos ajudar.

21 maio 2009

Não deixe Para Amanhã

Amanhã pode ser muito tarde

Para você dizer que ama,

Para você dizer que perdoa,

Para você dizer que desculpa,

Para você dizer que quer

tentar de novo...

Amanhã pode ser muito tarde

Para você pedir perdão,

Para você dizer:

Desculpe-me, o erro foi meu!...

O seu amor, amanhã, pode já ser inútil;

O seu perdão, amanhã, pode já não ser preciso;

A sua volta, amanhã, pode já não ser esperada;

A sua carta, amanhã, pode já não ser lida;

O seu carinho, amanhã, pode já não ser mais necessário;

O seu abraço, amanhã, pode já não encontrar outros braços...

Porque amanhã pode ser muito ...muito tarde!

Não deixe para amanhã para dizer:

Eu amo você!

Estou com saudades de você!

Perdoe-me!

Desculpe-me!

Esta flor é para você!

Você está tão bem!...

Não deixe para amanhã O seu sorriso, O seu abraço, O seu carinho, O seu trabalho, O seu sonho, A sua ajuda...

Não deixe para amanhã para perguntar:

Por que você está triste?

O que há com você?

Ei!...Venha cá, vamos conversar...

Cadê o seu sorriso?

Ainda tenho chance?...

Já percebeu que eu existo?

Por que não começamos de novo?

Estou com você.

Sabe que pode contar comigo?

Cadê os seus sonhos?

Onde está a sua garra?...

Lembre-se:

Amanhã pode ser tarde...muito tarde!

Procure. Vá atrás! Insista!

Tente mais uma vez!

Só hoje é definitivo!

Amanhã pode ser tarde...

(autor desconhecido)

20 maio 2009

INSTRUÇÕES PARA TRABALHAR COM IMAGENS E MENTALIZAÇÕES

Exercícios rápidos com a imaginação pode ser uma forma eficiente de aliviar estados emocionais desagradáveis.
Mas preste atenção porque existe uma maneira de fazer estes exercícios:

Esteja sempre sentada (o) com os pés bem apoiados no chão.

Esteja com os olhos fechados e só os abra no final do exercício.

Não toque em nenhuma parte do corpo enquanto faz o exercício, mesmo que a instrução do mesmo sugira isso. É para fazer tudo com a imaginação.

Pratique respirações lentas e suaves, primeiro expirando pela boca e depois inspirando pelo nariz.

Nunca faça estes exercícios dirigindo ou fora de um ambiente calmo e seguro onde você possa estar protegida (o).

Faça um tema de cada vez por, no mínimo 21 dias, ao acordar e antes de deitar.

EXERCÍCIO DO PERDÃO

O PERDÃO tudo cura, tudo aplaca, tudo ilumina. Saber perdoar é saber libertar. É como abrir uma gaiola e permitir que o pássaro voe feliz para a imensidão do céu. E, perceber que, se ele realmente os ama, virá pousar no nosso ombro quando precisar descansar. Na minha prática tenho notado que as pessoas custam muito a perdoar. O ressentimento que fica martelando no coração tem causado muitas taquicardias por este mundo afora. As pessoas perdem o sono, a alegria, a vontade de viver porque estão agarradas as causas que poderiam muito bem ser resolvidas apenas com uma ação: perdão.
Com este exercício você poderá pedir e oferecer perdão a todos que quiser, usando para isso apenas a sua imaginação.

Sentado, feche os olhos e veja, sinta, perceba ou imagine a pessoa que quer perdoar bem na sua frente. Veja esta pessoa toda enrolada em arame farpado. Perceba o quanto ela está ferida e imóvel. Aproxime-se desta pessoa e com uma tesoura de ouro vá cortando o arame farpado que aprisiona esta pessoa. Corte pedaço por pedaço até a livrar completamente desta armadilha. Cure as feridas da pele dela e leve esta pessoa para um rio de águas claras e cristalinas. Lave esta pessoa nestas águas correntes. Ofereça a ela uma roupa nova e veja esta pessoa, agora completamente livre e curada.
E sabendo que esta pessoa é você, abrace-a, respire e abra os olhos.

EXERCÍCIO PARA A RAIVA

Agora vamos falar de um sentimento verdadeiramente destruidor: o ódio - ou raiva. Geralmente falamos estas duas palavras de uma só vez. Estão conectadas. Você sabe que quando sentimos raiva ou ódio ficamos cegos. Uma agitação interna se inicia de forma rápida e intensa e nossos hormônios começam a circular rapidamente pelo corpo. Ficamos vermelhos, quentes ou frios, nossos olhos ficam nublados e o mundo pára ao nosso redor. Nossa raiva vira nosso imperador. Queremos matar. Nosso instinto primitivo surge como se estivéssemos frente a frente com um dragão. O ritmo da nossa respiração muda e uma enxurrada de energia descontrolada vaza pela nossa boca.
Perdemos a razão, a consciência e podemos pôr tudo a perder.
Se você é vítima da sua raiva e do seu ódio, tente fazer este exercício pelo menos 3 vezes ao dia por 3 meses.

Veja, sinta, perceba sua raiva como um incêndio que consome uma floresta. Ouça o barulho dos galhos estalando ao se soltarem dos troncos, o grito dos animais desesperados ao serem queimados pelas línguas de fogo; veja o céu sendo coberto por nuvens negras de fumaça. Respire uma vez e veja então milhares de bombeiros se aproximando e com poderosas mangueiras de água fria apagando o fogo. Agora que o fogo foi controlado e tudo volta ao normal, respire e abra os olhos.

EXERCÍCIO PARA A SOLIDÃO
Tenho ouvido muitas pessoas se queixarem de solidão. E a maioria destas pessoas não está na terceira idade. São jovens - até adolescentes - que não conseguem encontrar uma turma, ou mesmo alguns amigos e especialmente o verdadeiro parceiro ou parceira que lhes complete e agrade. Claro que muito disso tem a ver com o mundo em que vivemos, com a violência das grandes cidades, com a indústria da beleza que forja a cada dia ídolos perfeitos que nos tornam, comparativamente, pessoas imperfeitas e projetadas para fora deste mundo de ilusões.
Criei para vocês que sentem solidão, um exercício que tem funcionado muito.
Se quiser tentar é só sentar, fechar os olhos, respirar lentamente três vezes...

Veja, sinta, ouça, imagine ou faça de conta que você está sentado numa praia de frente para o mar. Observe o mar e veja como ele está seco. Sem água, sem barcos, sem peixes, sem pessoas, sem vida. Esta imagem representa a solidão. Respire uma vez e sabendo que você tem o poder de transformar, veja este mar repleto de água, de barcos, de peixes, de pessoas e de vida. Entre neste mar e participe então desta festa. E sabendo que você não está mais sozinho, respire e abra os olhos.

EXERCÍCIO PARA O DESAPEGO
Outro incêndio na nossa alma é a CULPA. Sentir culpa é sentir-se devedor de algo ou alguma coisa a alguém. A culpa talvez seja a pior e mais devastadora doença da alma. Ela é aquela luz vermelha que fica piscando no barco da vida mesmo quando ele navega águas serenas e tranqüilas. Sentimos que tudo está bem, mas, lá no fundo... Nem tudo está bem. A culpa é um mecanismo de controle externo que nos foi imposto desde o nosso nascimento por uma memória judaico-cristã, de que há um olho imenso observando e punindo todos os nossos atos. Somos julgados por tudo e por todos e nossas ações passam a ser controlados pelos que nos rodeiam visíveis ou invisíveis, tirando nossa liberdade e nosso poder de sermos felizes.
Acabar com a culpa não é fácil, mas aqui vai um exercício que pode ajudar.

Veja, imagine ou faça de conta que você entra num grande círculo de terra batida tendo no centro deste círculo uma imensa fogueira. Veja ao seu redor muitos gravetos e escreva nestes gravetos as situações de culpa que sente. Vá jogando um a um dentro da fogueira olhando bem para ter a certeza de que todas as suas culpas foram queimadas. Então saia deste círculo de terra, dê as costas para a fogueira, ande um pouco e encontre uma cachoeira de águas limpas e cristalinas. Tire sua roupa e suba por esta cachoeira sentindo a água lavar todo o seu corpo. Lá no alto, abra seus braços para o sol e faça as pazes com tudo e todos, perdoando você. Então vista a roupa nova que está aos seus pés e caminhe em direção à estrada da luz. Então respire e abra os olhos.

EXERCÍCIO PARA A DÚVIDA
A DÚVIDA tem o mesmo poder devastador da culpa. Certo o ditado que diz, mais vale uma má escolha do que não escolher. Isso porque a dúvida consome muita energia da nossa mente impedindo que usemos toda a nossa força para focar a oportunidade que temos pela frente e caminhar para ela. A dúvida nos prende ao que já conhecemos impedindo que arrisquemos novas situações, fazendo com que, muitas vezes, nosso crescimento como seres humanos seja estancado pelo medo de não acertar ou escolher o pior, ou mesmo ter que sair de uma situação cômoda. Se você sente dúvidas, aqui está um exercício que pode ajudá-lo:

Pensando na dúvida que está vivendo, veja, imagine, perceba ou faça de conta que na sua frente existem sete portas fechadas. Conte estas portas e decida-se por uma delas. Vá correndo em direção dela e abra esta porta. Veja ou imagine então uma estrada clara e perfeita. Entre nesta estrada iluminada e imagine na sua frente a melhor imagem daquilo que busca na vida. Então respire e abra os olhos quando puder.

EXERCÍCIO PARA CONTROLAR O MEDO

Começando pelo MEDO, gostaria de lembrar que o medo tem, como tudo na vida, sua face positiva. É ele, por exemplo, que nos impede de atravessar apressadamente uma avenida movimentada. Mas, na sua face negativa, o medo nos paralisa, emitindo falsos alarmes de que nossa vida corre perigo. E sentimos medo de sair de casa, de andar na rua, de freqüentar lugares, de estar com pessoas, de iniciar ou romper um relacionamento. Tudo e todos passam a ser uma grande ameaça, fazendo de nossas horas verdadeiros momentos de descarga de emoções negativas.Se este é o seu caso, sugiro que faça este exercício ao acordar e ao deitar, por 21 dias.Vamos lá?

Sentado, feche os olhos, respire 3 vezes lentamente e lembre-se que sua intenção é pôr fim ao medo. E veja, sinta, perceba ou imagine que você está andando num imenso parque onde se sente pequenino e imagine que um dinossauro gigantesco vem se aproximando de você. Respire uma vez e sabendo que esta espécie cruel, predadora e destruidora simboliza seu medo, veja ou imagine um poderoso raio exterminador vindo do céu. Este raio fulmina o dinossauro e no seu lugar coloca um animal-guia que conduz você até um lugar seguro. Sentindo-se livre do medo e protegido pelo seu animal-guia, respire e abra os olhos quando puder.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...